Rota 173

Localizado em um complexo demográfico rodeado de montanhas e ruas calçadas por paralelepípedos provenientes de suas próprias pedreiras. Tem ouro no nome, mas pode crê é ouro de tolo. Esse blog foi criado para que os integrantes do Clã Rota 173,no qual tem como objetivos frequentar eventos e festivais de rock'n roll; fazer viagens com foco em diversão; observar os transeuntes e incorporar bordões; postar seus textos, fotos,vídeos, e quaisquer outras "bestages" que estiverem a fim.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Shine On You Crazy Syd.. Syd Barrett nas letras do Pink Floyd


Syd Barrett (1946-2007)

Roger Keith Barrett, nome de registro de Syd. Músico ousado e de personalidade, membro da formação fundadora de uma das bandas mais renomadas no mundo do rock, o então chamado Pink Floyd Sound, posteriormente chamada apenas de Pink Floyd.
Syd Barret

Guitarrista, vocalista e principal compositor, Syd era conhecido pela sua forma estravagante de se vestir e principalmente de se portar. Sua personalidade transcendia apenas sua maneira de viver e atingia em cheio sua música carregada de uma psicodelia única.
Syd Barrett
Participou ativamente da composição de: "The piper at the gates of dawn" (1967), Album de estréia do Pink, sua participação na banda porém não foi de longa vida, uma vez que suas atividades ligadas ao uso excessivo de drogas como por exemplo o LSD o distanciava cada vez mais das suas atividades musicais. Devido ao agravante desses fatores o seu desligamento com o grupo Pink Floyd foi inevitável, deste desligamento se originaram duas obras "The Madcap Laughs" (1970) e "Barrett" (1971).
O que não se imaginava a essa altura eram os ecos que seriam ouvidos ao longo da história do Pink Floyd e é quando chegamos em "Wish you were here"(1975), que é considerado um pedido de desculpas a atitude em parte egoista tomada no final dos anos 60 quando Syd é deixado de lado da banda.
Vamos agora a uma análise das Principais Músicas desta obra, e as ligações que estas possuem com esse Mito musical SYD BARRETT.

Shine on you crazy diamond Part 1.

Primeira faixa do albúm, inicia-se com cerca de 9 minutos de uma composição envolvente que nos remete a uma atmosfera de bons tempos onde o diamante louco reluzia em um céu psicodélico e repleto de novas experiências. Iniciando o contexto da letra o que notamos é a mistura dos sentimentos de saudades dos tempos bons onde toda essa experiência musical teria começado, lembranças do saltitante Syd, com uma certa angustia e peso pelo que ele haveria passado e no que teria se tornado, certa vez em um documentário eles especificam bem esse sentimento alegando que eram jovens e por isso trataram do assunto com tanto egoismo. A nostalgia dos tempos de Syd é latente o que nos da uma intensidade extraordinária na música.




Wish you were here - Faixa 4


Wish You Were Here (1975)
Esta é clássica, pode ser considerada uma das pérolas do Pink Floyd, ressaltando a sua subjetividade, no contexto das vivências da banda essa música diz muito, uma vez que ela relata todas as possíveis confusões que Syd sofreu ao longo de sua vida, das suas mudanças de valores, opniões e o peso que isso trouxe a banda, uma vez que o desejo é uma alusão utópica e sentimental a presença de Syd na banda.

Syd Barret, hoje convive no panteão dos maiores ícones do rock, seu legado é vivo, transforma-se o tempo todo. SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND!

7 comentários:

  1. O Floyd me lembrava sempre do potencial da LSD, hoje me faz lembrar de um babaca que arremessa pregadores de roupa!!!

    ResponderExcluir
  2. Os cara são foda... levaram 5 anos pra pedir desculpas ao Syd... e nessa época o Syd tava sequelado, nao adiantou muita coisa nao.

    ResponderExcluir
  3. Ainda associo o som do Pink Floyd com as potencialidades da vivencia marcada por guerras físico e psicológicas + LSD!

    ResponderExcluir
  4. Syd, muitas vezes foi drogado sem seu conhecimento, por "amigos" que lhe davam LSD todos os dias, embora alguns de seus antigos amigos desmentem essa história...

    ResponderExcluir
  5. TA DA HORA EM BROTHER.....!CLELIOKOD@YAHOO.COM.BR

    ResponderExcluir
  6. Sydão Barreto, o eterno diamante louco.

    ResponderExcluir